Como Detectar Panes Elétricas e Falhas no Motor

Não adianta acreditar que ao comprar um carro, não será necessário cuidar dele, em particular para quem circula nas grandes cidades, onde os congestionamentos são intensos e, por vezes, caóticos. Carros são engrenagens que precisam receber manutenção preventiva, revisões para que tudo funcione muito bem. Cuide bem do seu carro para que os custos com ele fiquem, ao menos, dentro do previsto.

 

Alguns problemas costumam ser mais recorrentes em carros, segundo os mecânicos responsáveis pelas oficinas de revisão e reparo, no Brasil. Os mecânicos também são unânimes em afirmar que a falta de observação, a ausência de manutenção e a forma de dirigir influenciam e muito no aumento do desgaste das peças de um carro. E, por conta disso, alguns problemas são os campeões do ranking de problemas, como suspensão, panes elétricas e eletrônicas, falhas no moto, falhas e problemas no sistema de arrefecimento e desgaste no sistema de frenagem.

 

Um dos vilões que levam diversos carros às oficinas são as panes elétricas e eletrônicas. Esta é considerada pelos especialistas a classe mais difícil de identificar em um carro, já que depende de uma avaliação eletrônica. As causas podem ser as mais diversas possíveis, até porque, hoje há uma infinidade de acessórios que são instalados nos carros, e não são opcionais que vêm de fábrica. Para se detectar o problema, é fundamental uma avaliação específica. Somente dessa maneira é possível detectar o problema – saber se ele é um problema no módulo eletrônico, na atualização de software, ou se ainda há um defeito mecânico mesmo.

 

Para detectar se há algum tipo de problema na parte elétrica e eletrônica, basta dar a partida no carro e verificar se o consumo de combustível está elevado. Já para evitar que problemas do gênero possam acontecer, a recomendação é não andar com o carro na reserva e fazer as trocas de óleo nos períodos indicados.

 

Outro item que rende muita dor de cabeça é a falha no sistema motor. As razões para as origens podem ser as mais diversas possíveis, o que pode atrasar um diagnóstico assertivo. Para detectar problemas mecânicos, verifique a dirigibilidade – este item será sempre o mais afetado. Outro quesito a ser observado é quanto ao desempenho que costuma ser bem afetado.

 

As causas podem ser diversas, mas, combustíveis adulterados, falta de fluídos, costumam ser os principais problemas apontados pelos mecânicos.

 

Por isso, fique atento  às trocas de óleo e fluídos, que ajudam bastante a manter o motor em ordem. Verifique ainda sempre o nível de água.