Como Funciona o Câmbio Automático?

Para quem não sabe como o sistema de câmbio automático funciona, mas quer comprar um carro com um, antes de mais nada,  é preciso checar as informações sobre este modelo de câmbio para que não haja erro e nem arrependimento na hora da escolha. A transmissão automática funciona de maneira hidráulica, em que se usa um conversor de torque e um conjunto de diferentes engrenagens planetárias engatadas entre si, os quais permitem a troca de marchas, sem a interrupção da transmissão de potência do motor.

 

O câmbio automático – ou transmissão automática – tem sido uma escolha de muitos clientes que vão trocar os seus carros, porque este tipo de transmissão garante mais conforto ao motorista, que não precisa se ocupar em fazer as trocas de marchas quando o torque do carro exige. Há, justamente, um conjunto de engrenagens planetárias que são responsáveis por estabelecer todas as relações de transmissão que o câmbio pode produzir. O conversor de torque constitui-se de uma bomba, que se conecta ao estator, e uma turbina. A bomba lança o fluído com uma determinada força e a turbina recebe da bomba grande parte da força mecânica do mesmo, calculada em torno de 90%. Este porcentual pode chegar a 100% se o conversor dispuser de uma “embreagem de conversor” (ou hidromecânico).

 

Além disso, o câmbio é formado pelo seguinte sistema: conjunto de engrenagens planetárias, conjunto de cintas para travar algumas partes do conjunto de engrenagens, conjunto de três embreagens, em banho de óleo para travar outras partes do conjunto de engrenagens,  bomba de engrenagem para circular o fluido hidráulico da caixa, e o sistema hidráulico para controlar as marchas e as cintas.

 

O câmbio automático ainda sofre um esquema, que pode oferecer algumas opções de uso ao motorista: P – Park, indicado para estacionar, além de bloquear as rodas de tração. Recomendado para dar a partida e desligar o motor do automóvel. R – Reverse, que indica o uso de marcha ré. N – Neutral, que se refere ao ponto morto. Não bloqueia as rodas de tração. Posição que pode ser usada ao dar a partida e desligar. O D – Drive, que serve para movimentar o veículo, para frente, usado na maior parte do tempo de direção. E por último, o 4 – 3 – 2 – 1, que se referem às posições que permitem o bloqueio das marchas 4, 3, 2 e 1. Alguns câmbios possuem uma numeração menor ou maior.