Conheça um Pouco da História e Retomada na Fabricação do Camaro

Quem nunca virou o rosto para acompanhar o movimento de um Camaro nas ruas? Ou ainda quem não ouviu sequer um refrãozinho da música pop, cujo sucesso se deve ao principal personagem dela? Pois é. O Camaro está de volta e ao que tudo indica voltou mesmo para ficar. Trata-se de um dos carros que é conhecido por sua trajetória marcadamente ligada ao luxo e a esportividade. O Camaro é um coupé esportivo produzido pela General Motor – Chevrolet há mais de 40 anos. É sem sombra de dúvida, um dos carros mais simbólicos e que desperta paixões em qualquer um que olhe para ele ou tenha a oportunidade de guiá-lo.

A primeira aparição do Camaro foi em 1966, e este ficou conhecido no meio automobilístico como “o first generation”. Teve uma produção de mais de 250.000 unidades, alcançada um ano depois de seu surgimento.  O primeiro modelo do CamaroZ28, criação de Vince Piggins, estava equipado com um motor de alumínio de 6 cilindros, 8V. com alto desempenho, era muito semelhante ao Mustang, que até então, era um dos carros com maior esportividade apresentado ao público. Conhecido como small block, o Camaro tinha potência de 400cv, com carburador duplo, freios a disco, rodas de 15 polegadas, molas de altíssima resistência na dianteira e com suspensão traseira com feixes de molas, o que garantia uma grande estabilidade na aceleração do carro. Os discos de embreagem eram de 11 polegadas, o câmbio possuía 4 marchas curtas, sendo a primeira marcha 2.20:1. Já a relação da coluna era de 24:1 e o capô vinha equipado com uma entrada de ar funcional. O modelo apresentado em 1969, ainda da primeira geração, possuía um scoop conhecido como cowl induction.

Já a segunda geração, Z28, sofreu algumas modificações. Ele ganhou novo motor com um torque mais potente, mas um comando menos “bravo”. Também ganhou uma transmissão automática Turbo Hidramatic 400, de três marchas, com a opção manual de quatro. Já em 1971, a taxa de compressão diminuiu e a potência do maravilhoso esportivo acabou diminuindo. Naquele ano, 13.000 unidades do Camaro foram vendidas, mesmo assim a Chevrolet tirou o carro de linha, por conta das restrições de poluição ambiental que passaram a vigorar naquele ano. Mas esta é a versão dada aos amantes do carro, o que contou mesmo para a saída de linha do Camaro, foi o alto custo de sua produção e a baixa vendagem aos mercados consumidores, em particular no Brasil. Uma tentativa de produzi-lo novamente se deu em 1982, mas novamente o Camaro seria tirado de linha, pelas mesmas razões.

O Camaro somente voltaria em 2010, com um repaginamento bastante significativo e desde então, já vendeu mais de 3.500 unidades. Hoje é reconhecido como o carro mais potente da história automobilística. A versão disponível no Brasil é a SS ZL1, V8 de 6,2 litros. Com blocos e cabeçotes feitos em alumínio, desenvolve 406 cv de potência, 5.900 rpm e 56,7 kgfm de torque a 4.200 rpm, o que o inclui em um distinto grupo de automóveis como o Corvette, Ferrari, Lamborgghini e alguns modelos de Porche. A brincadeira de possuir um Camaro começa a partir de R$ 200.000,00. A unidade, é claro.