Crise na Volkswagen Também Atinge Outras Empresas do Mesmo Grupo

A crise enfrentada pela Volkswagen, que acabou sendo desencadeada depois do grande escândalo que envolveu a instalação de equipamentos que burlavam os sistemas de controle de emissão de gases poluentes, segue dando o que falar. Nas últimas semanas, o problema acabou chegando, com mais força, em outras empresas e marcas, que também acabam fazendo parte do mesmo grupo da Volks.

Foram confirmados que alguns modelos de luxo de marcas como Porsche e Audi também tinham o mesmo sistema instalado nos seus veículos. E uma nova informação, que acabou correndo o mundo através da Reuters e também do jornal Bild, dão conta de que a fraude pode acabar não se limitando apenas aos carros de motores a diesel.

Segundo o ministro dos Transportes da Alemanha, Alexander Dobrindt, dos cerca de 800 mil novos veículos da Volks que contam com o sistema que acaba alterando os dados de controle de emissão de gás CO2, 98 mil contam com motores que não funcionam com diesel, e sim com gasolina.

Por enquanto, ainda não houve uma comunicação oficial do grupo da Volkswagen sobre o envolvimento destes novos veículos na fraude. Mas o Órgão Regulador Ambiental dos Estados Unidos afirmou que existem fortes indícios de que o sistema também pode acabar sendo encontrado nos modelos de luxo das marcas citadas.

Representantes do grupo alemão teriam confirmado que outros carros, que não foram citados na primeira vez que a empresa assumiu a culpa, teriam o sistema instalado no controle de emissão de gases, mas a empresa ainda não teria mencionado quais seriam estes carros. O EPA contabilizou pelo menos 10 mil unidades nos EUA, mas analistas acreditam que o número na Europa deve ser até 20 vezes maior.