Cuidados Com o Motor de Partida ou Motor de Arranque

Quem ainda não sabe do que se trata ou nunca ouviu falar em motor de arranque ou motor de partida, como também é conhecido? Trata-se de uma das partes mais fundamentais de em um veículo. É o motor elétrico, cuja função é acionar o funcionamento do automóvel até que ele tenha condições de funcionamento, ou seja, que funcione sozinho. Depois de “ligar” o carro, o motor de partida passa a não funcionar mais, ficando inoperante. Nos carros mais modernos, este sistema já foi substituído pela injeção eletrônica.

 

Ele funciona da seguinte forma: transforma energia elétrica do carro, a qual é acionada no momento da partida, em energia mecânica, produzindo o movimento de rotação necessário para garantir o torque inicial. Dessa forma, vence o atrito interno do motor para produzir a combustão. Caso o motor esteja frio, o atrito entre as peças torna-se maior ainda, por conta do atrito entre pistão, biela, árvore de manivelas, mancais, viscosidade do óleo, e a temperatura do motor.  A partir daí há uma corrente contínua, para a impulsão da rotação livre, é nesse momento que o carro passa a funcionar.

 

Não importa se o carro já possui tecnologia nova ou mais antiga, é fundamental que se conheça a funcionalidade do motor de arranque para solucionar possíveis problemas que venham a acontecer em seu sistema. E também fica mais fácil identificar qual é o problema de um carro mais antigo, que por razão ou outra, ainda está lá na garagem.

 

Formado por uma por uma carcaça de aço em formado cilíndrico, com mancais nas extremidades ligados a um conjunto de lâminas cilíndricas, as quais giram e apresentam várias ranhuras axiais, o sistema do motor de arranque (ou injeção eletrônica) pode hoje ser visto nos veículos mais modernos elaborados já em alumínio. No mancal há também uma porta – escova, as quais são tencionadas por molas coletoras do induzido, que transmitem a corrente elétrica.

 

O motor de arranque não costuma dar muitos problemas, contudo se o motor não pegar no momento em que for dada a partida no carro é importante que sejam verificados alguns itens, para checar o funcionamento de algumas peças que o compõem. A bobina, o combustível, a ignição, são os itens que mais costumam sinalizar que algo está errado no funcionamento do motor de arranque. Por isso, manutenções preventivas são imprescindíveis, uma vez que as peças podem sofrer algum tipo de dano externo, ou ainda, o mau uso do condutor do carro poderá provocar avarias no conjunto.