Ford Focus Deve em Suas Novas Versões Surgir Com Nova Identidade da Marca

O veículo que é batizado de Fastback, é silencioso e possui um comportamento dinâmico interessante. Em contrapartida seu câmbio superaquece.

 

Recentemente a Ford surpreendeu o mundo automotivo ao lançar o Focus, o grande sucessor do Escort no ano de 1998 na Europa, o veículo vinha com algumas novidades, dentre elas uma maior suspensão traseira de sistema multilink e sistema de direção altamente preciso. O carro a partir destas novidades virou um grande sucesso, em contrapartida a segunda geração do veículo, que foi vendida na América do Sul, acabou decepcionando com muitos ruídos que vinham em sua suspensão.

Os problemas foram resolvidos, agora vamos falar do novo Ford Focus 2016.

Durante o primeiro contato com o carro em uma superfície irregular por exemplo, é possível se perceber uma mudança radical. Parece inclusive que o Focus de primeira geração, onde o silêncio prevalece, e com material em plástico emborrachado no painel central.

Em contrapartida, o acabamento da Ford precisa ficar em sintonia com a tradição da marca. Em sua versão top de linha do sedã, que custa algo em torno de R$ 100 mil, a união da cobertura da coluna A da dianteira com o forro do teto aparece um pouco ruim.

A melhor experiência do novo Focus é a direção.

Este carro obedece de forma pronta aos comandos do motorista. E a direção aponta a melhor trajetória e a suspensão de forma traseira prega o carro no chão, o que faz jus ao slogan do Focus, um carro para quem gosta de carro. Seu comportamento dinâmico é irrepreensível em todos os seus tipos de piso.

Seu motor 2.0 flex com injeção direta possui potências e torque abundantes, gerando assim um desempenho de forma excelente, seja em suas acelerações ou em suas retomadas.

Veja algumas imagens em seguida sobre o novo Focus, e conheça os seus diferenciais.