Gol Perde Para o Palio Depois de 27 Anos na Liderança

Após anos a fio na liderança de automóveis do segmento, o Gol da Volkswagen não é mais o líder de vendas no país. O Palio superou em mais de 150 unidades, o que pode não parecer algo significativo para os fãs mais afoitos. Entretanto, o fato sugere alguns pontos a serem observados no mercado automobilístico brasileiro.

 

O Palio vendeu 183.744 unidades até o dia 1º de janeiro de 2015, obtendo uma marca histórica para a montadora FIAT. E não foi apenas isto. O Palio liderou também o mercado de forma geral, bem como abriu uma relativa vantagem em relação a outras montadoras rivais, também tradicionais.  Segundo especialistas em mercado automotivo, o feito se deve a uma série de razões, sendo que, dentre elas, a estratégia pensada logo após o anunciado fim do UNO MILLI, fez com que o Palio passasse a ser o que a própria FIAT declara como “a bola da vez”. A estratégia deu tão certo que até mesmo o Novo Uno ficou para trás na busca por novos clientes.

 

O compacto Palio da Fiat ganhou uma série de atrações para que abocanhasse o mercado do Gol. Foram promoções, muitos descontos até que deixou o Gol G4 no recuo. O Gol somente recuperou um pouco de fôlego durante o duelo, quando a versão Special foi lançado no começo do ano passado.

 

A briga entre os dois gigantes entre os populares não acaba aqui. Ao que tudo indica, a Volkswagen fará de tudo para recuperar o mercado perdido – que já anda com sérios problemas por conta das questões econômicas. E não é apenas isto. Com a abertura de mercado para a entrada do Up, a Geração 4, que era responsável por cerca de 23% das vendas do Gol, sofreu uma queda significativa.  A Geração 4, considerada “velha, porém barata”, deixou de ser atrativa dos novos consumidores, que passaram a apostar em “novidades”.

 

Enquanto isso, o Palio mesmo mantendo a linha antiga, conseguiu abocanhar 53% do mercado, o que garantiu um volume de vendas que até então nunca havia sido alçado.

 

Não se deve pensar, porém, que é apenas o Palio, o “abocanhador” de mercado.  O Gol Geração 4 perdeu vendas para o Fiat Strada, que passou a ter preço atrativo, em sua versão mais básica – e na estética, ser um carro mais atraente para os novos tempos.