Informações Técnicas Sobre as Duas Rodas

Para quem está se enveredando pelo universo sobre duas rodas, é importante conhecer algumas nomenclaturas que serão largamente ouvidas nas oficinas e, entre os próprios motoqueiros.

 

Muitas delas são aprendidas em aulas de cursos de pilotagem defensiva; outras estão muito presentes nos manuais do proprietário – que todos deveriam ler para saber exatamente o que fazer e como fazer em casos de situações inesperadas. É interessante ainda salientar que, mulheres têm procurado muito os cursos de pilotagem ou mecânica preventiva para conhecer melhor suas motos – já que muitas estão evitando os carros e optando pelo transporte sobre duas rodas – com o intuito de gastar menos e ganhar tempo fugindo dos congestionamentos. Então, veja alguns termos que são essências:

 

Sistema de freios ABS: o antilock braking system foi um sistema desenvolvido na Alemanha, para evitar que o freio trave a roda em fortes frenagens ou pisos de baixa aderência. Por meio de sensores que detectam o movimento das rodas, uma central eletrônica comanda uma bomba hidráulica que alivia momentaneamente a pressão sobre o disco, quando há tendência de travamento com a moto em movimento. O sistema ABS não reduz a distância de frenagem, apenas ajuda a manter o controle da motocicleta.

 

Cilindrada: trata – se do volume de câmara de combustão do motor, ou seja, quanto de ar e de combustível o motor e capaz de receber. De acordo com a cilindrada da moto, ela pode ser mais ou menos potente.

 

Controle de potência: é um componente que só pode ser encontrado em motos que tenham sistema de injeção eletrônica. O controle da potência da moto é feito por meio de mapas, ou modos pré-programados, que atuam tanto no sistema de alimentação de combustível, quanto na ignição que muda o modus operandis do motor. Em outras palavras, é um sistema que limita a potência da moto em casos de pisos sem grande aderência.

 

Controle de tração: sistema que administra a potência do motor para evitar derrapagem da roda traseira, em especial quando há fortes acelerações.

 

Entre – eixos: trata-se da distância entre os eixos dianteiro e traseiro da moto. Quanto menor for a distância entre eixos, maior será a capacidade da moto em realizar curvas com agilidade.

 

Torque: (ou Kgf.m) é a força de alavanca do motor, que é aplicada a uma alavanca para girar o motor. Nas motos, usa-se a unidade de quilograma força por metro. Traduzindo, é força exercida por 1 quilo para girar uma alavanca com 1 metro de raio.