Saiba Como Fazer a Manutenção da Moto em Casa

Embora no Brasil haja uma das maiores frotas de motocicletas do mundo, um terço dos proprietários delas não se preocupa com a manutenção preventiva de suas locomoções. Este dado estatístico é bem preocupante, já que os acidentes com motos são os que mais matam no trânsito do país. Cuidados com a moto vão fazer com  que o bem dure por mais tempo, e que a segurança de quem a pilota esteja mais garantida. Vale lembrar que, para fazer a manutenção de uma motocicleta, nem é necessário gastar muito. Alguns pequenos reparos e cuidados podem ser feitos em casa mesmo e pelo dono da moto.

 

A parte elétrica é um dos itens que pode ser verificado com  certa constância pelo dono da moto. Tirar uns minutinhos do dia para verificar se as luzes, as setas e a buzina estão funcionando adequadamente, vale muito a pena. Não dá para ficar sem esses itens funcionando no dia a dia.  Também é importante analisar o estado geral dos cabos de vela e o cachimbo, peça ligada à vela de ignição. Entre um modelo de moto ou outro pode haver diferenças de complexidade no encaixe das engrenagens, mas nada que impossibilite uma pequena observação semanal.

 

Outro item que nunca pode deixar de ser verificado é a bateria. Se o nível da água secar, ela deixa de funcionar. Siga os procedimentos que constam no manual, é bem simples. Ao menos uma vez a cada seis meses o nível da água da bateria deve ser verificado. Há indícios de que a bateria está entrando em colapso. A luz fica mais fraca, demora a pegar na hora de dar a partida na ignição, a buzina falha. Então, caso aconteça, fique atento à bateria. Uma bateria nova pode sair mais custoso do que a observação dela.

 

Assim como nos carros, os motores das motocicletas podem apresentar alguns vazamentos de óleo. Fique muito atento. Se há de fato um vazamento, confira o óleo e complete-o, caso seja necessário. Mas não se esqueça de usar óleo de acordo com as especificações do fabricante. A troca de óleo de uma moto pode variar de acordo com o modelo e a marca dela. Mas, de forma geral, a troca de óleo acontece entre 1.000,  3.000 ou 5.000 quilômetros rodados e / ou ainda a cada 6 meses, o que vencer primeiro.

 

Ao acionar o motor, sempre observe se não há ruídos estranhos, caso perceba alguma anormalidade, vá até um mecânico de confiança ou concessionária.